22 de out de 2013

Baseado em dores reais

Talvez o inimigo tenha descoberto meu novo ponto fraco. Você. Talvez você fosse meu mais novo anjo da guarda,pensei que teríamos aquela amizade de novela,em que uma morre pela outra. Vi que isso é ilusão e mentira. Passo por uma das piores fases da minha vida,e cadê você ao meu lado para me amparar ? Realmente sinto a faca da desilusão me cortando e vejo que todas as suas dores nem se comparam com as que você me causou. Te sinto falsa,pois o fato já foi contastado e não é somente um achismo meu. As certezas minhas são tão verídicas quanto o amor de Edgar Allan Poe pela sua própria dor. Tiraste minha confiança nos outros e culpo a você toda a amargura que me decepa o racionalismo e a paz sublime. Quero dizer a ti que nunca me deixei sofrer tanto quanto agora,a dor me deixa em estado de transe e aos poucos essa droga que não vicia mas me mata está sendo injetada em mim sem compaixão e engulo essa amargura como se fosse meu último adeus a você. Tchau

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente !