16 de jun de 2013

Incentivo à educação

  A escolha de uma nova forma de ingresso ao ensino superior é um assunto delicado, porem é algo indispensável ao progresso de nosso país e à educação dos jovens brasileiros.É necessário a escolha de uma forma que se adapte à realidade brasileira e que incentive a livre,sensata concorrência para um melhor aproveitamento do ensino e,talvez, a sua mudança também.
  É inviável a escolha de uma alternativa sem base pedagógica como um sorteio, do qual o ensino e o esforço do aluno de nada contem.A universalização de ingresso à universidade é uma forma de aborto à educação recebida, pois desmotiva os bons alunos, os alunos aplicados e interessados em seu futuro profissional e os iguala aos que nada querem.Uma seleção seriada vale quase como o mesmo vestibular aplicado hoje em dia e avalia mais o psicológico do estudante que a sua capacidade cognitiva.
  A seleção a partir das notas em todo o ensino médio garantirá que o aluno mais aplicado em sala seja o escolhido como futuro graduando, pois irá incentivar desde cedo que os estudantes se esforcem para aprender toda a matéria, incentivará a justa concorrência (não pondo os menos preparados à frente dos melhores em sala).Além disso, induz o aluno a se preocupar desde cedo com seu futuro e seu próprio aprendizado.
  Esta escolha é a mais bem aplicável à nossa realidade hoje e até estimula uma melhora significativa ao ensino no nosso país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente !