24 de jul de 2016

Expor ela na internet?

Oi
Hoje vim falar sobre um assunto que rodou boa internet e em poucos dias deu mais de 10 milhões de visualizações à duas grandes personalidades, Kat von D e Jeffree Star. Não vim julgar-los ou apontar o que achei disso pois isso não se aplica. Vim mostrar o quanto vivemos isso o tempo todo e como as pessoas são cruéis e donas da verdade.

Os dois, em vários momentos dos seus vídeos comentaram sobre a porrada de comentários que isso tudo gerou. Kat falando que não queria briga e Jeffree falando de todas as ofensas que ele e sua família receberam.

Agora vamos para o nosso mundo pessoal, você e seus amigos, familiares e conhecidos. Eu, meus familiares e conhecidos. Quantas milhares de vezes brigamos ou nos desentendemos com alguém e ficamos extremamente transtornados e saímos falando tudo o que sentimos a respeito da pessoa e do que aconteceu. Pior quando é alguém de extrema confiança ou próxima a nós.

Chovemos todos os sentimentos e achismos possíveis. Mas a questão é: estamos sendo sinceros e imparciais a ponto do ouvinte poder entender o caso com veracidade ou estamos apenas vomitando achismos e coisas que escolhemos ver sobre aquilo?

Geralmente nem nos importamos com a pessoa que nos ofendeu, pois nos sentimos no direito de sermos compreendidos e falamos apenas nossa versão. Não paramos para maquinar o que realmente aconteceu ou o que levou a pessoa a falar/fazer aquilo. Paramos?

O ouvinte te defende? Ou analisa como um todo?

Aí que está uma boa parte do problema. Somos todos cheios de ego, coisas que carregamos de diversas experiencias, e julgar é comum. Julgamos o tempo todo. Mas estamos fazendo do modo certo? Devemos julgar se nem estávamos lá?

Todos nós erramos e não podemos nos assumir como perfeitos e justificáveis pois NÓS TAMBÉM ERRAMOS. Olhar os dois lados da história quando alguém vem fazendo toda uma cena é complicadíssimo, as vezes a pessoa já estava num dia ruim e toda aquela carga cinza se acumulou.

Vendo toda a história e vídeos, vemos que várias pessoas expuseram sua opinião sem saber o lado de Jeffree. Não importa se você gosta ou não da outra pessoa da história. Isso só pesa para você tender a culpá-la. Você não está sendo justo se fala que a outra pessoa "não presta" e aquilo é "tipico de fulano". Nem passar a mão na cabeça de quem tem mais afinidade com você resolve.

Precisamos ser coerentes e não é xingando ninguém que teremos o prêmio de Justo do Ano. Não é defendendo sem saber o outro lado da história, pois ninguém é santo. Vamos ter cuidado, pois tudo que vai volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente !