9 de fev de 2016

Rumor: desejo ou necessidade?

Pra quem me lê, sabe que já falei desse tema antes, mas vim bater na mesma tecla mais uma vez depois que presenciei mais situações desagradáveis sobre.

Além de ter percebido que algumas conversas minhas com algumas pessoas não eram tão saudáveis assim, vi que elas sempre tendiam para um lado: compras. Quase sempre. Decidi restringir minhas compras desde o início do ano, não por falta de dinheiro (e se fosse, qual mal tem?) mas por consciência. Consumo consciente, galera.

Já parou pra pensar que quanto mais você compra por compulsão (algo que você não controla, mas que pode ser controlado com ajuda), mais você destroi onde você mesmo mora? Esse conceito me fez refletir até no que eu tenho comido, eu era muito ansiosa e comia pra saciar meu ritmo acelerado de pensamentos conturbados. E eu não preciso de tanta comida, além disso meu corpo já tem o que eu preciso para estar respirando, e isso já é o suficiente!

Se me vier uma vontade de comer um brigadeiro, mal nenhum fará se eu comer. Mas comer uma panela? Toda semana? Não é fome nem vontade.

Comprar todas as roupas bonitas que eu ver. E se eu achar uma loja inteira de coisas legais, vou levar a loja inteira? Onde vou guardar isso tudo? Eu vou usar isso tudo?

Primeira coisa, eu não preciso de muita roupa, eu mal saio. Não preciso comer muito, eu mal faço atividades (ou seja, não preciso de energia para efetuar tantas tarefas). Não preciso de um Scarpin, não vou à lugares de luxo.

O parecer bem virou um vício. Parecer bem pra quem? Agradar a quem? Se desculpar por fazer algo que gosta pra quê?

Hoje em dia muito se compra mas pouco se aproveita. Aquele cd que você comprou, ouviu quantas vezes? Aquela base nova, usou quantas vezes? Aquele acessório que todo mundo está usando, usou quantas vezes? Ou comprou e pôs como troféu?

Relembrando que a Terra tem seu limite, quanto mais você consome, menos gerações aproveitarão isso. Talvez nem seus filhos aproveitem, talvez nem você.


10 comentários:

  1. Gostei muito da sua reflexão e concordo com tudo!
    Eu estou fazendo Ciências Biológicas, e acho que é essencial eu pensar dessa maneira, como bióloga e cidadã, que o consumismo só nos destrói. Tendo melhorar em mim esse aspecto cada vez mais. Estamos sempre em construção e o melhor de tudo é que só depende da gente!
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post =)
    Acho que é isso mesmo será desejo ou necessidade?!
    Adorei seu blog.

    http://maisdicassempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Verdade. As vezes a gente compra só por comprar, porque deu vontade na hora, mas depois pensa vê que não usou por muito tempo e foi dinheiro gasto atoa. Isso vale até pra comida também que às vezes a gente compra pra comer e não come tudo. Gostei do post!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante o seu post, estou passando não vou negar por uma fase consumista sim, e estou com dificuldades de lidar com isso, mais nada que não possa ser resolvido não é, acho que vai muito de cada um :D

    http://www.sweetexpected.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ultimamente eu ando comprando muito por necessidade eu percebi que tem muitas coisas que eu comprei atoa só por comprar sabe nos dias de hoje eu já estou mais consciente.
    Adorei o seu texto!

    www.descrevendonuvens.com

    ResponderExcluir
  6. Teve um tempo que eu estava incontrolável e comprei quilos de maquiagem, que ate hoje nunca usei, já me desfiz de várias... depois que eu casei tudo mudou comigo, sou mais controlada e só gasto o necessário, mas meu marido as vezes dá crise e começa a agastar à toa >(

    A maioria das vezes a gente compra por impulso, não tem jeito...

    http://blogreverse.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Concordo totalmente com você! Adorei muito o texto, sério, bem reflexivo e cheio de verdades que a gente deveria pensar mais. To tentando ao máximo diminuir os meus consumos em geral, espero que eu consiga! Beijoss

    http://apaixonadaporfinaisfelizes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Mas isso é a nossa sociedade capitalista, somos adestrados a consumir em excesso, para gerar trabalho sem fim as empresas, para elas nos dominarem com o marketing de necessidades e enriquecer cada vez mais uma parcela mínima da população, que são os grandes milionários.
    Enquanto a nossa cultura de consumo em excesso não acabar junto com o capitalismo, será muito difícil tudo isso mudar, pois a alienação engole a gente.

    www.raposalaranja.com.br

    ResponderExcluir
  9. Concordo contigo em tudo! Volta e meia olho em volta e vejo as mesmas coisas sendo comentadas e compradas. Isso me chateia porque muitos compram sem pensar, e usam uma única vez.
    Sempre comento que, por mais que ame de paixão, só compro se aquilo tiver mais de uma função, como roupas p.e. Não compro coisas de verão que não posso usar de dia e de noite, e no inverno é a mesma coisa. Isso me faz comprar com a devida consciência.
    Gostei de sua análise sobre comida. Isso acontece muito com pessoas que conheço e me fez pensar muito sobre.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Concordo com voce adorei o jeito que você descreveu parabrns!
    Fica com deus sua linda juizo no corpo e na alma,
    Um beijo da Ju Margarida.
    Ei venha me ver mais vez em to te esperando la no blog moça

    BLOG:
    http://www.politicamenteincorreta.com/
    REDES SOCIAIS:
    CANAL: https://www.youtube.com/channel/UCWSAtzYMUy8ePiioUN_I8cw
    INsta: https://www.instagram.com/juliana_margarida/
    FANPAGE :https://www.facebook.com/fazsuamoda/

    ResponderExcluir

Comente !