10 de jan de 2016

Auto conhecimento e o dilema precisar-querer

Já dissera o velho deitado que querer e poder não são a mesma coisa. Mas prefiro ousar um pouco e dizer que no mundo da beleza, precisar e querer são coisas diferente.
Principalmente quando você é bombardado toda a vez que abre sua conta no youtube e vê váaarias blogueiras fazendo vídeo de recebidos. Mas andei me policiando e quero conversar com vocês sobre isso.

Eu AMO vídeo de recebidos, pra quem não sabe eu estudo Engenharia Química e amo conhecer novas texturas, novos produtos, saber como agem, e em breve farei minha pós no ramo de Cosméticos. Nem sempre a blogueira vai saber te explicar isso, mas gosto de ver como age em diferentes peles.

Não estou aqui para julgar ninguém mas quando você se torna conhecida, uma meta a ser seguida por milhares de pessoas que não te conhecem, apenas te seguem e te veem no filtro do que você se mostra ser, o que significa demonstrar extrema felicidade em ter e ganhar coisas?

Reflita

Muitas pessoas precisam estar antenadas nos lançamentos pelo simples motivo de que já compraram tantas coisas que não deram certo e precisam daquele produto, como por exemplo a famousa base da vult, que era horrorosa e eu mesma tive, e lançaram uma nova que todos amaram. A base da Vult é muito acessível, e com certeza muitas pessoas não tem condições de comprar uma "must have Dior".

Mas cuidado com a onda de "você tem que ter" falado por alguém que você admira. Você talvez precise de uma base para usar no seu trabalho que dure boas horas e que te dê algum custo benefício, mas você QUER a máscara que dizem fazer milagres nos cílios tendo 4 em casa.
Você talvez precise de um corretivo que não acumule nas linhas finas, mas QUER o batom vermelho que todo mundo tem. Entende a diferença?

Estamos numa crise que me preocupa muito, o fato das pessoas gastarem em coisas que não precisam urgentemente mas as terem como se fosse necessidade. E muito disso é como vemos e de quem ouvimos a informação. Precisamos filtrar tudo isso dentro da nossa realidade e possibilidade.

Se você é como eu, vive tentando comprar uma base que dê certo mas com poucos dias de uso vê que ela não é pra você, e vive comprando novas bases para ver qual a que se adapta melhor, você pode doar ou vender elas, não precisa ter 20 bases engavetadas. Ao mesmo tempo que quem já tem sua base querida, não precisa comprar todas que lançam. Se ela compra, é por que tem curiosidade e quer, não necessariamente o sentimento de precisar. Aí que entra o marketing, elogiar tanto algo que você não precisa, que te faz sentir mal até comprar aquilo, ou por quê ela tem condições $$ e gosta de conhecer novidades do mercado.

Por exemplo, algo que aconteceu comigo sobre precisar e querer: faço tratamento de acne há anos e com o uso de um novo medicamento minha pele diminuiu a oleosidade, mas como ainda usava os tratamentos fortes de acne, (esqueci de informar a dermatologista) a minha pele que não precisava de tanta intensidade ressecou, sangrou, rachou... Precisei ir na farmácia comprar hidratante labial e facial para amenizar tudo aquilo até conseguir marcar a derma. Infelizmente caí naquelas de "e aí como foi seu dia?" e contei para uma certa pessoa inconveniente, que se aproveitou e me criticou arduamente me chamando de incompetente e que como engenheira química eu deveria ter mais cuidado com o que eu uso. Resultado: três dias depois a pessoa comprou exatamente o produto que comprei sem ao menos ter precisado daquilo. :D

Espero que vocês tenham entendido a mensagem e que nesse 2016 possamos estreitar nossos laços. Amo conversar com vocês!

10 comentários:

  1. concordo com tudo o que disse! a sociedade está muito consumista e saber diferenciar o precisar com o querer ajuda muito!

    www.blogamorarosa.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei esse post, muito bom mesmo!
    É complicado essa questão de querer muito algo, mas na verdade aquilo é totalmente desnecessário. Eu já fiz muito dessa!
    As blogueiras tem muita influência sobre as meninas hoje em dia, temos que ter cuidado com isso.
    Parabéns pela reflexão ;)

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre converso sobre isso,outro dia uma parente ficou brava, porque não comprei uma base que ela indicou.Falei que estava de boa e não precisava,a mesma outro dia me questionou por ter gasto R$15 em uma peça de roupa que eu precisava,sendo que a mesma minutos antes gastou mais do que eu gasto com aluguel,para comprar sapatos.É engraçado como valores são diferentes, e a perspectiva dos mesmos também,essa parenta está deslumbrada com o mundo da blogsfera (conheceu ano passado), e está fazendo dívida e deixando de comprar o que realmente precisa,apenas para consumir status...não adianta falar,que isso é ruim e que a mesma tem que filtrar o que vê.:|

    Acredito que até quando se trata do querer,temos que tomar cuidado e investir de forma sábia,não comprar por impulso e ver se precisa de fato.Se passou meses e você viu que quer, e vai usar até que o produto em questão valha o investimento e se pague,vá em frente, mas comprar por comprar não é legal.Deixar algo que não usa esperando uma ocasião especial que nunca vai chegar,não é legal.

    Também sou a favor de doar o que não se usa,semana passada separei dois corpetes para dar embora.Vai me deixar muito mais satisfeita me desfazer,do que deixar encostado sem uso!

    Ótimo texto!

    ResponderExcluir
  4. Ótima reflexão! Estamos perdidas num mundo de consumismo onde te fazem acreditar que vc precisa ter coisas x e y e trocar de bolsas e sapatos num prazo curtísismo de tempo - sendo que os antigos ainda dão pro gasto.
    Eu mesma me controlo quando vejo coisas legais em promoção. Em São Paulo vi numa loja promoção de lenços de dança do ventre. Fiquei "OMG, TÁ MUITO BARATO!" mas depois eu fiquei "Tenho só um quadril e já tenho uns 3 lenços. Não vou comprar". :X (ok, saí do asusnto maquiagem, mas enfim).
    Eu também tenho problema de acne. Mas ultimamente a pele tá ressecando. Eu fiquei "wtf pele, decida-se, ou você quer ter acne ou quer ressecar". Estou fazendo um tratamento que a hidratação da pele tá ok mas a acne tá lá. Isso que já tomei Roacutan. :/
    Bjs!
    Sussurro do Ar

    ResponderExcluir
  5. gostei mt da sua reflexao, acho que é isso msm que passamos diariamente, a gente consome demais e desnecessariamente

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  6. Uau, ótimo texto!!! Me fez refletir de verdade :O
    Beijos

    www.apequenaka.com

    ResponderExcluir
  7. texto maravilhoso amei, tenha uma semana abençoada.
    Novo vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=WflDsh0kjCo

    ResponderExcluir
  8. É o lance do "ESCORPIÃO NO BOLSO" , ele só te ataca quando você compra algo que quer... Mas não precisa.
    Eu tenho me policiado muito em compras por que quero diminuir minhas coisas até que caibam em uma mala (sim HAHAHA) e essa crise me assusta também! PARECE QUE NINGUÉM PERCEBE QUE O BR TÁ EM FRANGALHOS e estão comprando loucamente! Socorr...
    Muito interessante sua profissão, eu só tinha ouvido falar por cima, sobre... Você deveria falar mais sobre!
    | Sorteio do livro: "Como ter uma vida normal sendo louca" |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post, estava consumindo demais, sem necessidade nenhuma. Esse ano eu decidi economizar, comprar apenas o que é necessário, pesquisar mais os preços. Muito bom teu post. bjuxxx
    www.taayvargas.com

    ResponderExcluir
  10. Concordo muito, esse texto é ótimo
    e sim vamos estreitar laços esse ano ♥

    http://gotasdecaffe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente !